A arte salva!

Como diria o incrível escritor Mauricio Gomyde (se não conhece ainda, não perca tempo!) num trechinho do seu livro best seller Surpreendente: “acho que o cinema, a música boa e a literatura são instrumentos da Santíssima Trindade para salvar o ser humano da derrota como espécie.”


E esse livro é de 2015, bem antes dessa pandemia que estamos vivendo!


O objetivo do artigo de hoje é trazer essa reflexão para você.


Na minha opinião o que vem impedindo que surtemos de vez há praticamente um ano é arte, que precisou ser reinventada, até porque foi um dos setores mais afetados pela pandemia, afinal shows, cinemas, teatros, lançamentos de livros precisam de gente, e de preferência bastante gente aglomerada, não é mesmo?


A crise tem se alongado a mais tempo do que prevíamos, e todas as formas de arte, além de trazer um alento e distração em momentos difíceis, nos ajuda a abrir a mente em busca de alternativas perante o grande desafio de nossa existência.


As empresas começaram a buscar soluções para se manter no mercado, foi um momento de colocar a criatividade em prática, e na arte não foi diferente, cantores fizeram ou profissionalizaram suas lives, escritores que não estavam na internet, colocaram seus textos lá e houve um aumento gigantesco no consumo de ebooks. Até o teatro encontrou formas de transmitir suas peças, e a arte foi nos salvando dia após dia, tornando-se um refúgio no meio de tantas angústias e dúvidas.


Começamos a preencher nosso tempo, aprender algo novo, e daí vem outra coisa que percebi durante todo esse movimento pandêmico: estamos novamente sobrecarregados. Com a maioria das pessoas que converso, elas estão na correria, eu também estou! Mesmo 100% home office! Temos a necessidade de sentir fazendo algo útil e assim vamos preenchendo nossos dias, semanas e meses...


Por isso reforço que a arte salva, entendo que estamos num momento bem ansioso, mas agradeço e parabenizo todos os profissionais da arte que persistiram, inovaram e continuaram criando.


E fica meu convite, sei que está na correria, mas se permita a parar alguns instantes do seu dia, ouvir uma boa música, quem sabe aquela que não escuta há tanto tempo e que você gosta muito?


Escolha um livro que te transporte para outro mundo ou assista aquele filme que sempre te chamou a atenção, mas foi ficando pra depois.


Desenhe, escreva, cante! Não se deixe abater!


Em abril, no dia 23, comemoraremos o dia internacional do livro, e deixo aqui um convite, se quiser dar um tempinho para distrair venha se enveredar nas descobertas e dilemas de Rômulo Dantas e os bastidores do mundo musical.


Aqui no meu site você encontra o booktrailler e como comprar.


Divirtam-se e até o nosso próximo encontro!




3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo